O Campeonato Potiguar de Futebol teve uma temporada acirrada em 2019. No total, oito times se enfrentaram em busca do título de campeão.

Na tabela, os times foram distribuídos em dois grupos. O Grupo A foi formado pelo ABC, Assu, Força e Luz e Palmeira. O Grupo B, por sua vez, foi formado pelo América, Potiguar de Mossoró, Santa Cruz de Natal e Globo FC.

Na primeira fase do campeonato, os times se enfrentaram em jogos dentro de seus próprios grupos. O ABC se destacou no Grupo A, vencendo seus três jogos e garantindo a primeira posição. Já no Grupo B, o América ficou em primeiro lugar após vencer dois jogos e empatar um.

Na segunda fase, as equipes foram novamente divididas em dois grupos. O Grupo C foi formado pelo ABC, Santa Cruz de Natal, Força e Luz e Potiguar de Mossoró. O Grupo D contou com o América, Globo FC, Palmeira e Assu.

Nessa fase, as equipes enfrentaram os times do grupo oposto em jogos de ida e volta. As duas melhores equipes de cada grupo avançaram para as semifinais do campeonato.

O América ficou em primeiro lugar do Grupo D, vencendo três jogos e empatando um. O ABC ficou em segundo no Grupo C, com duas vitórias, um empate e uma derrota.

Nas semifinais, o América enfrentou o ABC em um jogo emocionante. O América venceu por 2 a 1 e avançou para a final do campeonato. Na outra semifinal, o Potiguar de Mossoró venceu o Santa Cruz de Natal por 2 a 0.

Na grande final do campeonato, o América enfrentou o Potiguar de Mossoró. O jogo foi disputado no Estádio Frasqueirão, em Natal. O América saiu na frente com um gol de Tiago Orobó. O Potiguar empatou no segundo tempo, com um gol de Rafael Oliveira. No entanto, o América garantiu o título de campeão potiguar com um segundo gol, marcado por Adílio, aos 45 minutos do segundo tempo.

O Campeonato Potiguar de 2019 foi um grande sucesso, com jogos emocionantes e uma disputa equilibrada entre os times. O América se destacou ao conquistar o título de campeão potiguar pela 46ª vez em sua história. Já o Potiguar de Mossoró surpreendeu com seu desempenho e chegou na final pela primeira vez em 31 anos.